quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Bombeiros, PM e Polícia Civil podem parar no carnaval no Rio de Janeiro

      

            Graças a péssima administração pública vigente hoje no estado, o estado corre o risco de passar o carnaval de 2012 com uma greve geral dos PMs e dos Bombeiros, além da Polícia Civil que também já declarou apoio. Todos se lembram do triste episódio que o correu no quartel dos bombeiros em meados de 2011 por conta das revindicações dos Bombeiros as negociações e a troca do comando geral não foi suficiente para que a categoria se sentisse atendida pelo governo do estado.
           Já os PMs que na ocasião dos Bombeiros deram seu apoio mas não participaram diretamente nos protestos decidiram entrar em ação conjunta com os Bombeiros após a greve geral que ocorreu no Ceará no fim do último ano. Donos do pior salário-base do País, os policiais militares do Rio pleiteiam aumento dos vencimentos iniciais de R$ 1.031 para R$ 3 mil, sob alegação da periculosidade de suas atividades. Nas redes sociais e em blogs, o descontentamento dos militares já começou a se espalhar. Em um dos "folders virtuais" que circulam pela rede, as categorias são encorajadas a divulgar o movimento. "A paralisação na véspera do maior evento mundial, o Carnaval. É muito importante os turistas tomarem conhecimento. Envie para parentes no exterior para divulgarem lá", pede o aviso. (Fonte Terra)
          
          Fim das prisões

           Entre as revindicações, estão ainda o fim das prisões administrativas e a proteção dos policiais grevistas para "evitar atitudes truculentas do governo contra o movimento". Em junho do ano passado, bombeiros militares do Rio de Janeiro foram presos após invasão do quartel-general da corporação. Eles chegaram a entrar em confronto com o Batalhão de Choque e o Bope.


          Esperamos que o Governador do Estado o Sr. Sérgio Cabral acorde e procure resolver a situação o quanto antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário