quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Temos os Supernavios mas não podemos atracar

 
Super Navio da Vale proibido de atracar na China. Capacidade para 400 mil toneladas.


              A Vale em uma estratégia de diminuir seu custo no transporte de minério de ferro para seu principal destino, China, decidiu em 2008 adquirir 35 supernavios (19 próprios e o restante contratado) cargueiros para levar ela mesma a carga. Porém os problemas começaram logo que os navios entraram em operação e começaram a entregar minério brasileiro em portos chineses. A CSA, Associação de Proprietário de Navio da China pressiona Pequim desde agosto de 2011 para que seja colocado um freio na empresa brasileira, que segunda a CSA a estratégia da Vale irá gerar um monopólio nos transportes entre China e Brasil e que a empresa brasileira iria controlar o mercado de frete assim como faz com o preço do minério de ferro.
            A Vale se defende dizendo que a estratégia apenas servirá para equilibrar a competição com suas principais concorrentes BHP Billiton e Rio Tinto quem possuem bases de operação próximas da Ásia.
            Acusações a parte o fato é que agora o que era só pressão se concretizou na proibição do governo Chinês para que os supernavios da Vale atraquem nos portos chineses. O governo Chinês diz que a decisão é apenas por não haver segurança suficiente neste tipo de embarcação que está além dos padrões. Porém a decisão visa frear o crescimento da empresa brasileira, que esta tendo que atracar seus supernavios em portos da Malásia e Filipinas e redistribuir a carga em navios menores para poder entregar à China, aumentando assim o custo do transporte. Até hoje somente o super navio ValeMax atracou e descarregou em portos chineses.
          É visível a estratégia dos chineses de frear o crescimento da mineradora brasileira, cabe saber quais serão as medidas tomadas pelos diretores da mineradora brasileira ou se abaixaremos novamente a cabeça para decisões tomadas por "parceiros" comerciais. A frota completa dos supernavios será entregue em 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário