quarta-feira, 13 de março de 2013

Habemus Papam, e escolheu o nome Francisco



A chaminé mais vigiada do mundo mais uma vez soltou a fumaça branca que anunciava que já havia sido escolhido o novo Papa da Igreja Católica. No 2º dia de conclave, na quinta votação do colégio cardinalício o Cardeal argentino Jorge Mário Bergoglio de 76 anos de idade foi eleito o sucessor do trono de São Pedro e escolheu o nome Francisco para seu pontificado.

Este conclave foi um marco na história da Igreja. Pela primeira vez um Papa do continente americano, pela primeira vez um Papa Jesuíta e pela primeira vez um Papa se chamará Francisco. Nome que lembra muito o grande Santo católico São Francisco de Assis, que marcou o mundo com seu carisma, amor, humildade e dedicação sempre defendendo a Igreja.
O Cardeal Bergoglio, agora Papa Francisco, já mostrou sua força no caso da aprovação do casamento gay pelo governo da Argentina. Suas duras críticas ao casamento gay e ao aborto o fizerem não ter boas relações com o governo argentino. Conhecido por sua simplicidade e humildade e ao mesmo tempo firmeza e sabedoria, Bergoglio é um homem muito simples, que segundo os mais próximos, anda de transporte público e cozinha o próprio alimento.
A eleição de Francisco deve provocar algumas mudanças na igreja, mas não como esperam alguns comentaristas ou progressistas como Leonardo Boff. Com uma visão rígida e pastoral, e um olhar sempre aos mais simples e ao mesmo tempo opositor da Teologia da Libertação, movimento com influências marxistas, que possui muitos adeptos na América-Latina e que deve permanecer afastada do núcleo da Igreja pelo novo Papa. Alguns apostam que pela sua vida de cardeal ele deve ter um olhar mais pastoral e quem sabe procurar dar as respostas que os problemas atuais da Igreja pedem a luz da doutrina Católica.
Com certeza um conclave que não será esquecido, agora a Igreja Católica volta a ter um líder, Francisco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário