terça-feira, 19 de março de 2013

"O problema é que muitas vezes as pessoas não querem sair, né?" Diz Dilma sobre tragédia em Petrópolis-RJ



A região serrana do Rio de Janeiro sofre novamente com fortes chuvas, porém, a culpa não é só da natureza como Dilma quis fazer com que todos acreditassem, muito menos a maior culpa é das pessoas que não saíram de suas casas que estavam em áreas de risco como disse a presidente Dilma.

Após as fortes chuvas que atingiram a região serrana no dia 17/03 que deixaram mais de 10 pessoas mortas, incluindo 2 agentes da defesa civil, a Presidente Dilma se pronunciou de Roma, onde está para acompanhar a celebração de posse do Papa Francisco, dizendo que estão feitos esforços governamentais para colocar todos os sistemas de alerta em uso para se evitar tragédias e que o governo não pode retirar as pessoas que se negam a sair de áreas de risco e que é lamentável que ainda haja vítimas porque estas pessoas se negam a abandonar áreas de risco.
Pois bem, analisemos o posicionamento da presidente. Para iniciarmos, voltaremos 2 anos no tempo, não é uma prática muito comum na política mas façamos este exercício, a região serrana passa por uma tempestade bem pior que esta, em que 15 cidades foram devastadas e que centenas de pessoas morreram e milhares de pessoas ficaram desalojadas, na época foi prometido pelos governos, inclusive pelo recém empossado governo de Dilma, que as cidades seriam reconstruídas, que as famílias seriam assistidas e que teriam suas casas de volta. Dois anos depois e nada, temos até um texto aqui sobre o assunto que pode ser conferido em – Região serrana, dois anos de descaso e abandono – as coisas nada mudaram, as famílias que perderam suas casas continuam sem casa e várias cidades ainda guardam cicatrizes daquela tragédia.
Agora voltemos para esta tragédia que volta a se abater sobre a região serrana, como os moradores da região que acompanharam o drama de todos aqueles que perderam seus lares e que não tiveram o tão prometido lar prometido pelo governo entregue, que viram as doações feitas aos desabrigados apodrecerem em galpões ou serem desviados poderiam confiar no governo abandonando suas casas na promessa de serem assistidos e terem todo o suporte necessário? Pois bem, foi isso que a presidente pediu. É muito complicado pedir que alguém abandone sua casa, mesmo sabendo que esta em área de risco, sem saber para onde ir e sem garantias de um governo que já descumpriu sua palavra antes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário