segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Dilma dá novo exemplo de socialismo



A presidente Dilma Rousseff durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Keystone /Laurent Gillieron/AP)

Está virando rotina, todo começo de ano a Presidente Dilma nos da um novo exemplo de socialismo. Se ano passado a Presidente conheceu as belezas de Roma com muito luxo pago com dinheiro público durante a visita para acompanhar a entronização do Papa Francisco (clique para ler nosso artigo sobre esta viagem), desta vez o motivo foi bem menos nobre, mas a ostentação não.

Após uma viagem à Davos onde não convenceu ninguém sobre a garantia de investimentos de investidores internacionais no Brasil, ao retornar a Presidente e sua comitiva precisou realizar uma escala. Até então, nada demais, é um procedimento comum em viagens aéreas. O problema foi o “modesto” local escolhido pela comitiva e a Presidente para a estadia enquanto aguardavam o vôo para seguir viagem.

Sem poder seguir viagem, a Presidente e sua comitiva ocuparam cerca de 30 quartos de dois dos mais caros hotéis da capital portuguesa. O quarto da humilde presidente socialista que detesta o luxo burguês, tem um valor de tabela de 8 mil Euros a diária, ou R$ 26,2 mil.

A escala em Portugal estava sendo mantido em sigilo pelo Planalto Central, que só deu qualquer tipo de esclarecimento após reportagem do jornal O Estado de São Paulo. Fica então a questão, quais seriam os motivos de omitir da população brasileira esta demonstração de humildade e recusa do luxo burguês da presidente? Mas esta pergunta continua sem resposta.

Há, e o melhor é a continuação da viagem. Após passar o sábado em Lisboa desfrutando do luxo do Hotel, se você pensa que ela estava retornando para o Brasil, se enganou novamente. A presidente estava apenas fazendo uma escala para seguir viagem para Havana, sim a capital da ditadura Cubana dos Castros, onde a Presidente irá inaugurar a maior obra de seu governo, que trará muito lucro para Cuba. Que obra é esta? O Porto de Mariel, o terceiro maior porto da América Latina e financiado pelo BNDES. Mas isso já é assunto para outro texto.

Leia mais:




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário