segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Dilma e Aécio, tudo ficou para o 2º turno


Após o primeiro turno das eleições neste 05/10, muitas surpresas apareceram com a divulgação dos resultados. Mas nada chamou mais atenção que a diferença entre o resultado das urnas do que mostrava as pesquisas de intenção de votos. Os erros foram grandes em várias partes do país, inclusive para a presidência da república.

Após a morte de Eduardo Campos o PSB escolheu Marina Silva, vice de Eduardo Campos, para continuar na disputa. A partir de então Marina disparou nas pesquisas e chegou a encostar em Dilma Rousseff, chegando a quase enterrar a esperanças de Aécio Neves de chegar ao segundo turno.

Mas ao longo da campanha e dos ataques do PT Marina foi perdendo espaço e entrou em uma descendente sem volta. A princípio, a queda de Marina mostrava mais um crescimento de Dilma que uma reação de Aécio. Na última semana antes da eleição porém as coisas começaram a mudar, a pequena tendência de subida de Aécio se intensificou e as vésperas do último debate antes da eleição Aécio já aparecia empatado nas pesquisas com Marina Silva, aumentando assim as expectativas pelo debate.

O debate veio e além dos embates paralelos entre o trio Eduardo Jorge, Levy Fidelix e Luciana Genro, as atenções estavam mesmo voltadas para o desempenho dos três principais candidatos. Dilma se mostrou confusa e muitas vezes não parecia preocupada em responder a pergunta que vinha, mas somente lia e repetia o que estava em seu imenso caderno que carregava, como era de se esperar, foi bombardeada por Marina e Aécio mas não alterou seu padrão, continuou confusa. Marina por sua vez teve talvez seu pior desempenho em debates. Reagiu mal às provocações e não conseguiu apresentar nada de novo, além de entrar em bate-boca desnecessários com Dilma, o que mostrou certa insegurança. Aécio foi a grande surpresa do debate, conseguiu se manter calmo e mesmo quando escorregava não demonstrava insegurança.

Veio o fim do debate e tudo agora seria resolvido nas urnas, no domingo. Mas antes da votação ainda haviam pesquisas a serem divulgadas na véspera da eleição e então é que veio a confirmação do que se mostrou no debate. Todas as pesquisas mostravam uma virada de Aécio sobre Marina e indo para o segundo turno com Dilma Rousseff. As pesquisas mais otimistas para o tucano mostrava Aécio com 27% e Marina com 24%.

Mas nem mesmo o mais otimista dos tucanos poderia imaginar o que ocorreu nas urnas. Após a apuração Dilma e Aécio estavam separados por apenas 8%. Dilma terminou o primeiro turno em primeiro com 41,59% seguida de Aécio Neves com 33,54%. Aécio terminou o primeiro turno com 6,5% a mais que a pesquisa mais otimista, colocando assim o tucano no segundo turno com Dilma Rousseff.

Começa agora a se desenhar o cenário para o segundo turno, com igualdade no tempo de TV e com novos debates apenas entre Dilma e Aécio sem dúvidas será uma nova eleição. Uma das grandes  dúvidas é saber para onde irão os votos que Marina Silva recebeu no primeiro turno e que serão capazes de decidir o segundo turno. Marina e o PSB já acenaram apoio a Aécio Neves, resta saber se seus eleitores seguirão a candidata.


Já são muitas surpresas nestas eleições para presidente de 2014 e parece que muitas ainda estão por vir, mas parece  que uma coisa não mudou desde o início. O tucano continua a incomodar e muito o PT de Dilma Rousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário