sábado, 14 de março de 2015

Manifestações viram termômetro político


Este fim de semana será uma boa oportunidade para percebermos como anda o clima político no país. Não é exagero nenhum dizer que as manifestações previstas para este fim de semana serão um termômetro político do Brasil. A polarização mostrada nas urnas nas eleições do ano passado agora se apresenta em forma de manifestações pró e contra Dilma.

As manifestações pró-Dilma na sexta-feira 13

Com a data sugestiva de hoje, 13, o PT e grupos aliados como a CUT, o MST, a UNE e outros partidos como o PCdoB, marcaram manifestações por todo o país com 3 objetivos: defender a Petrobrás; defender a presidente Dilma e pedir a Reforma Política. Todas as reivindicações destes atos tem em comum o fato de serem exatamente aquilo que o governo deseja.

As manifestações não tiveram adesão da população e em todos os locais onde ocorreram o número de participantes afirmados pela PM foi em média 10 vezes menos que os números divulgados pela CUT. A participação dos atos em todo o país se deu quase que exclusivamente por membros e militantes dos partidos e movimentos que convocaram as manifestações,o que fez com que as manifestações apresentassem números de participantes insignificantes pelo tamanho do ato. Além disso, algo que chama a atenção são os vários relatos de pessoas que receberam dinheiro para participarem do ato.
Estes atos foram convocadas em resposta às manifestações convocadas para o próximo domingo (15/03) que irão pedir o impeachment da Presidente Dilma entre outras reivindicações.

As manifestações do dia 15 pelo impeachment de Dilma

Por outro lado, as  manifestações que estão previstas para o dia de amanhã (15/03) estão sendo aguardadas com grandes expectativas por defensores e opositores do governo Dilma, pois havendo grande adesão popular a popularidade de Dilma que já é pífia pode se tornar nula e um eventual processo de impeachment baseado nas ações do governo que nos fizeram mergulhar de cabeça nesta crise seria iniciado com menos resistência.

Algo que pode dividir os participantes das manifestações deste dia 15/03 são as reivindicações. A maioria esmagadora defende o impeachment da presidente, abertura e investigação de empréstimos do BNDES feitos em segredo pelo governo e outras reivindicações darão o tom dos protestos.


O tom dos protestos deste domingo prometem ser de muita ironia contra a presidente Dilma e contra o PT e o pedido de impeachment da presidente. Após os protestos de ontem (13/03) que foram convocados por grupos que apoiam o governo PT e que não se mostraram expressivos nem tiveram adesão popular, fica agora a expectativa das manifestações de amanhã contra o governo.

Leia mais:





Nenhum comentário:

Postar um comentário